❮  Voltar para listagem

A 30ª Mercopar – Feira de Inovação Industrial, que aconteceu nos dias 5, 6 e 7 de outubro de 2021, no Centro de Feiras e Eventos Festa da Uva, em Caxias do Sul/RS, contou com uma nova atração: a Célula Conceito Indústria 4.0. Iniciativa da Rede RS Indústria 4.0 em parceria com o Senai-RS e o Sebrae-RS, o espaço aproximou as premissas e ferramentas da Indústria 4.0 das empresas e mostrar que é possível inserir tecnologias que otimizem os processos, visando ao aumento de produtividade, qualidade e flexibilidade.

Confira os vídeos explicativos da célula demonstradora:

Para o diretor técnico do Sebrae RS, Ayrton Ramos, o espaço materializou os ganhos da utilização de tecnologias habilitadoras da manufatura avançada. “Será a primeira vez que a Mercopar demonstrou ao público um processo fabril real. As pessoas tiveram a oportunidade de visualizar os diferenciais e a agilidade que a tecnologia pode proporcionar para a indústria”, afirma.

A Célula Conceito Indústria 4.0 é um projeto que iniciou durante a Mercopar 2021 e teve como objetivo ser implantada em uma fábrica real. De acordo com o professor Néstor Ayala, coordenador da Rede RS Indústria 4.0, o diferencial da proposta da célula é que, em outras exposições, o produto era criado especificamente para mostrar as tecnologias da Indústria 4.0. “Quando vamos resolver o problema de uma empresa, o produto normalmente não pode ser adaptado. São as tecnologias que devem se adaptar para montar o produto. E o nosso demonstrador faz isso”, explica Ayala. Ainda segundo o professor, o trabalho de colaboração que foi realizado entre os fornecedores serviu tanto para gestores, quanto para as empresas entenderem o trabalho de cada um na implantação da Indústria 4.0 dentro das fábricas. “A Indústria 4.0 é um quebra-cabeça que deve ser montado. Por um lado, pelo cliente, que precisa entender o processo de montagem e, por outro, pelas empresas, que têm a necessidade de saber que fazem parte do processo. Esse é o grande desafio da Indústria 4.0”, ressalta.

Especialistas do Instituto SENAI de Tecnologia em Mecatrônica, de Caxias do Sul, foram os responsáveis por integrar as tecnologias que as empresas fornecedoras apresentaram. Conforme o diretor regional do SENAI, Carlos Artur Trein, o grupo de trabalho recebeu o desafio de produção, que resultou em um produto de mercado. “Foi desenvolvido o projeto e a construção da célula, que irá produzir um produto real, com a utilização das tecnologias habilitadoras da manufatura avançada, como Sensores, Internet das Coisas (IoT), Inteligência Artificial, Processamento em Nuvem (cloud computing) entre outras”, explica. Ao final da Mercopar 2021, a empresa que apresentou o desafio implementou a célula em seu processo de fabricação. “Com isto, esperamos contribuir para a disseminação tecnológica e a desmistificação da Indústria 4.0”, afirma Trein.

COMO FUNCIONOU
A Metal Work, empresa Multinacional sediada em São Leopoldo – que oferece, entre os seus produtos, atuadores pneumáticos, elétricos, lineares e rotativos, válvulas de segurança para máquinas, sistemas flexíveis para manipulação, unidades pick and place e terminais de válvulas inteligentes/IOT/Ind.4.0 – apresentou o desafio de automatizar o processo de montagem de uma válvula pneumática, peça utilizada em diversas máquinas, principalmente aquelas que exigem movimento. O espaço apresentou a montagem das peças a partir da implantação de tecnologias habilitadoras como internet das coisas, integração de sistemas e inteligência artificial. A projeção é de 64 válvulas pneumáticas produzidas por hora, durante os três dias da Mercopar.

Assim, o demonstrador tem a empresa Metalwork pneumática como cliente e o SENAI Mecatrônica como” integrador Master”. E reuniu 13 empresas, cada uma com contribuições diferentes e colaborando em conjunto para o desenvolvimento da solução completa, são estas:

  1. Novus,
  2. TOTVS,
  3. Allcance Tecnologia,
  4. Elipse,
  5. SPI,
  6. SKA,
  7. Sirros IoT (startup),
  8. Latos (startup)
  9. EVCOM (startup)
  10. BCM,
  11. HarboR
  12. Spheric
  13. GA Cemin

Alguns dos conceitos da Indústria 4.0 em prática no demonstrador são:

– Célula autônoma e flexível;

– Sensoriamento e computação visual para identificação de posição das peças e defeitos;

– Emprego da Manufatura aditiva (3D) para desenvolvimento ágil e customizado dos berços e garras para a célula.

– Sistemas IoT para extração dos dados de produção.

– Integração de sistemas para visualização em tempo real dos indicadores de produção.

Conteúdos Relacionados

Instituto SENAI utiliza simulação para desenvolvimento de robô pintor

Neste case apresentamos a solução para implementação de um robô pintor para navios desenvolvido por meio de simulação. Acessar matéria    ➔

MES ENTERPRISE AUXILIA TECNOTRI A REDUZIR 60%DO TEMPO DE PARADA DAS MÁQUINAS

Apresentamos o case de sucesso da Tecnotri junto com a Allcance para a implementação do sistema MES focado no processo de rotomoldagem plástica da empresa. Acessar matéria    ➔

Indústria 4.0 na NOVUS: a importância do OEE e sistemas MES

A NOVUS implementou a digitalização em seu processo de manufatura, vivenciando as facilidades da Indústria 4.0 e ampliando a eficiência produtiva. Acessar matéria    ➔