❮  Voltar para listagem

A série de Cases da Bruning contaram com a colaboração de Maurício Cavalli (supervisor de T.I), Fabrício Schmidt (gestor de T.I, projetos e qualidade) e Anderson Prante (analista sênior de Indústria 4.0 na área de T.I) entrevistados por Bruna Haubert.

A Bruning, fundada em 1947 na cidade de Panambi – RS, produz e fornece peças e conjuntos metálicos para 4 setores do mercado metal mecânico (agrícola, automotivo, construção civil e rodoviário). A Bruning atua como uma extensão das indústrias clientes, desenvolvendo peças com alta tecnologia. Os tanques de combustível em alumínio para o setor rodoviário, são considerados atualmente o produto principal e cabe ressaltar que a Bruning é a única empresa do Brasil a produzir este tipo de produto.

Simulação da montagem do eixo no veículo

Uma das aplicações de tecnologia na Bruning é a simulação da montagem do eixo no veículo. Um eixo é colocado em uma máquina simuladora que opera roboticamente simulando a instalação do eixo no veículo. Durante a simulação o sistema fornece dados sobre quais seriam os possíveis problemas que poderiam ocorrer ao montar o eixo no veículo e quais são as ações que devem ser tomadas para corrigir preventivamente a fragilidade identificada.

Os dados coletados são pertinentes a aproximadamente 36 pontos que são inspecionados durante a simulação, com o objetivo de verificar os aspectos de qualidade bem como as dimensões, as quais devem corresponder a parâmetros previamente estabelecidos, considerando uma margem de tolerância. Se a simulação valida os parâmetros em conformidade, o eixo é liberado. Caso haja parâmetros fora da tolerância, um laudo é emitido para que se realize a correção antes de ser enviado ao cliente.

Estas informações são armazenadas em banco de dados de forma que alimentem gráficos que possibilitam a análise de desempenho da linha e frequência da ocorrência das causas de rejeição. Esta ferramenta possibilita tomada de ação corretivas ou preventivas para melhorar o desempenho da linha e aumentar o percentual de aprovação das peças.

Destaca-se que neste processo de simulação de montagem não há interação humana, o processo ocorre completamente automatizado e a máquina executa a inspeção de forma autônoma.

Próximos cases da Bruning

Serão apresentados outros cases da Bruning. Todas as implantações dos sistemas apresentados agregam inteligência aos processos, garantindo maior qualidade e confiabilidade. O gerenciamento das tecnologias implantadas se dá por meio de uma matriz que ranqueia as tecnologias e identifica o nível de maturidade e a fase de desenvolvimento que se encontram. A escala TRL (Technology Readiness Levels) é utilizada para avaliar tecnicamente uma tecnologia e enquadrá-la em Níveis de Maturidade Tecnológica, sendo que utilizam níveis de 1 até 9, dependendo da maturidade de seu desenvolvimento, teste e homologação.

EM BREVE:

Inspeção de tanque – da Scania

Simuladores de layout de célula

Benefícios das tecnologias da Indústria 4.0 na Bruning

Sistema de integração vertical

Conteúdos Relacionados

Cases de Indústria 4.0 na John Deere

Nesta matéria são apresentados cases de aplicação de Machine Learning e Ferramentas Inteligentes utilizadas pela John Deere. Acessar matéria    ➔

O CAM não é mais somente um CAM

Muitas vezes, classificamos o CAM apenas como uma ferramenta de apoio para os programadores ou operadores de máquina criarem as programações de suas peças. E se o CAM pudesse auxiliar não só o setor de programação de forma direta, mas sim toda a empresa? Acessar matéria    ➔

Laboratório Móvel da UFSM contribui com o mercado de mobilidade elétrica da América Latina

Nesta notícia é apresentado o projeto da UFSM em parceria com a CEEE-D e a FATEC para a instalação de estações de recarga de veículos elétricos por uma rota do Mercosul. Acessar matéria    ➔